A Belém que queremos: mobilidade sustentável na Amazônia - ICS e ParáCiclo

Objetivos Específicos

Este projeto visa fortalecer a agenda de mobilidade urbana e cidade sustentável na gestão pública de Belém. O projeto vai ampliar as ações do ParáCiclo durante e, sobretudo, após a eleição de 2020, colaborando na qualificação do diálogo e na pressão política sobre os candidatos, abordando o tema da mobilidade ativa com foco na bicicleta e a pé; consolidando o monitoramento e governança já existentes; difundindo as demandas da sociedade civil ao poder público através de produção de relatórios de proposições. O objetivo inicial é garantir que as pautas da mobilidade ativa e sustentável sejam incorporadas aos planos de governo dos candidatos à prefeitura. Durante o pleito eleitoral municipal 2020, serão realizadas entrevistas com representantes de orgs. da sociedade civil parceiras do Coletivo, que falarão sobre os seus desejos para a cidade. Os vídeos serão veiculados nas redes sociais. Também serão realizadas entrevistas gravadas com os candidatos, nas quais serão questionados sobre as propostas de seus programas relacionados a soluções para a mobilidade sustentável. Na fase pós-eleições, durante o primeiro ano do governo eleito, será realizado monitoramento das políticas de mobilidade ativa, assim como da governança, em busca de melhorias efetivas na infraestrutura cicloviária da cidade e no processo de conscientização junto aos atores do trânsito. Também será desenvolvida uma intervenção urbana em uma via estratégica da cidade, que funcionará como um protótipo de uma cidade ideal para as pessoas, que estimule o caminhar e o uso da bicicleta, a humanização da cidade, para além da estrutura metálica de veículos motorizados particulares. Dentro deste contexto, estão o acompanhamento e apresentação de sugestões na Revisão do Plano Diretor (em andamento), assim como a abertura de diálogo para iniciar a revisão do Plano de Mobilidade, aprovado na Câmara dos Vereadores em 2016. O Coletivo apresentará propostas e articulará, junto aos gestores, soluções viáveis e ideais para a mobilidade ativa com base em conhecimento técnico e vivência da perspectiva do modal na cidade. Tal contribuição com a gestão já vem sendo efetivada através de levantamento de dados e apresentação de relatórios, tanto pelo ParáCiclo, quanto pelas demais organizações da cidade, apresentando propostas como: a ampliação da malha cicloviária e implantação de paraciclos em locais estratégicos da cidade; manutenções necessárias de pintura e poda de árvore nas ciclovias e ciclofaixas.

Justificativa

Belém é uma das cidades que registra uso intenso da bicicleta para deslocamentos urbanos, por suas distâncias relativamente curtas e topografia favorável. Apesar do contexto, a infraestrutura voltada para os modais ativos, como a bicicleta e o caminhar ainda são precários. O poder público negligencia investimentos proporcionais às necessidades e prioriza o que a arquiteta Jane Jacobs intitula de retroalimentação positiva, priorizando investimento em mais vias para veículos motorizados, em detrimento a um planejamento adequado, que busque solução efetiva para a mobilidade urbana da cidade. Este projeto visa ampliar a participação da sociedade nas decisões de políticas voltadas à mobilidade ativa e sustentável, através de mobilização, monitoramento, governança e intervenção urbana.

  • Brasília, DF

    CLN 303 bloco C sala 216
    Bairro: Asa Norte
    CEP: 70.735 - 530
    Telefone: (61) 3034 - 5648
    Email: contato@avaliacao.org.br

  • Altamira, PA

    Av.Brigadeiro Eduardo Gomes, 2610 – 2º andar
    Bairro: Esplanada do Xingu
    CEP: 68.372 - 005
    Telefone: (93) 3515 - 6015
    Email: contatopdrsx@avaliacao.org.br